Da biologia ao controle do percevejo-marrom - Euschistus heros

Por Vanessa Exteckoetter; Karolina Gomes de Figueiredo; Geísy Nascimento Leal; Mariana de Souza Gonzaga; e Nathan Jhon Lopes, Universidade Federal de Lavras

05.03.2024 | 16:05 (UTC -3)

[...]

Os percevejos fitófagos atualmente representam o maior custo isolado entre as pragas no manejo da cultura da soja. Vários produtores têm expressado preocupações, essa questão tem levado os técnicos a refletir e buscar melhorias, em virtude dos consideráveis prejuízos causados pela praga e do aumento nos custos de produção associados ao seu controle.

Safra após safra, as pragas têm causado grandes prejuízos para os produtores, resultado das mudanças climáticas e do sistema de produção adotado. O agroecossistema utilizado nos mais de 43,4 milhões de hectares de soja no Brasil apresenta diversas características propícias à multiplicação de pragas. Prevalece um sistema de produção no qual a soja é a principal cultura a ser estabelecida na grande maioria das áreas, podendo ou não ser rotacionada. Após a colheita, é comum estabelecer uma cultura na sucessão, ou a área pode ficar em "pousio", proporcionando alimento e condições favoráveis para o aumento populacional das pragas.

[...]

Por Vanessa Exteckoetter; Karolina Gomes de Figueiredo; Geísy Nascimento Leal; Mariana de Souza Gonzaga; e Nathan Jhon Lopes, Universidade Federal de Lavras

Artigo publicado na edição 296 da Revista Cultivar Grandes Culturas

* * *
Conteúdo Restrito.
Assine uma revista ou realize login em uma conta com acesso para visualizar.
Mosaic Biosciences Março 2024