Terminal de Contêineres de Paranaguá anuncia novo serviço semanal de cabotagem

Operado pelo armador Norcoast, a linha teve sua atracação inaugural nesta quinta-feira

09.02.2024 | 16:03 (UTC -3)
Andressa Viana, edição Revista Cultivar
Foto: divulgação
Foto: divulgação

No mês de fevereiro, a TCP, empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, anuncia a inclusão de mais um serviço semanal em seu portfólio: a linha de cabotagem oferecida pelo armador Norcoast, que teve sua atracação inaugural nesta quinta-feira, dia 8. A rota conta com quatro embarcações, que fazem escalas em Paranaguá (PR), Santos (SP), Suape (PE), Pecém (CE) e Manaus (AM).

Com 224 metros de comprimento, 35 metros de largura e capacidade para transportar 3.510 TEUs, o porta-contêineres NC Brisa foi a primeira embarcação da nova linha a chegar ao Terminal de Contêineres de Paranaguá. O serviço da Norcoast vai gerar, em média, uma movimentação de 720 TEUs (20 pés de comprimento de contêiner) por atracação no terminal.

Entre os principais produtos que devem ser movimentados nesta rota estão os bens de consumo e eletroeletrônicos, carvões/minerais ativados, vidros, carnes, papel e celulose, madeira, e refrigeradores e congeladores.

A gerente comercial de armadores da TCP, Carolina Brown, afirma que a cabotagem “é uma solução logística de extrema importância para a cadeia logística nacional. Nossos clientes tem agora uma nova opção de serviço e capacidade adicional em Paranaguá para transportar suas mercadorias de norte a sul do Brasil”.

Utilizada para o deslocamento de contêineres entre portos localizados em diferentes regiões do mesmo país, a cabotagem é uma alternativa econômica e segura, que minimiza os riscos de avarias e sinistros, além de emitir menos de gases de efeito estufa se comparado a outros modais.

Compartilhar

Mosaic Fevereiro Marco 2024