Notícias

Fertilidade e recomendação de adubação são destaques da Embrapa Soja no Famato Embrapa Show

22/06/2022 | Embrapa Soja

A fertilidade do solo, aspectos da recomendação de adubação, assim como a racionalização no uso de insumos terão destaque entre as tecnologias a serem apresentadas pela Embrapa Soja, no Famato Embrapa Show, a ser realizado de 22 a 24 de junho, no Cenarium Rural, em Cuiabá (MT), pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Embrapa e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT). Serão demonstradas soluções tecnológicas com foco em melhoria da adubação dos sistema produtivos e racionalização no uso de insumos: o Fast-K, método que avalia a concentração de potássio (K) na lavoura de soja, a plataforma on-line, AFERE – Avaliação da Fertilidade do Solo e Recomendação da Adubação e a inoculação multifuncional para braquiária. 

A Embrapa Soja também irá compartilhar conhecimentos, por meio de pôsteres, nas seguintes temáticas: cultivares de soja convencionais, Diagnóstico Rápido da Estrutura do Solo (DRES), Técnicas de manejo do solo para reduzir danos do nematoide das lesões radiculares (Pratylenchus brachyurus) e técnicas sobre o nematoide da haste verde (conhecido por soja louca II). 

Além disso, os pesquisadores da Embrapa Soja estarão ministrando palestras ao longo do evento. No dia 23, a partir das 10h30, na Arena Central, o pesquisador Júlio Franchini, Embrapa Soja, ministra palestra sobre Manejo do Solo para reduzir danos do nematoide Pratylenchus brachyurus. Ainda no dia 23, Arena Central, a partir das 16h30, o pesquisador Henrique Debiasi, da Embrapa Soja, irá abordar o Diagnóstico Rápido da Estrutura do Solo (DRES): método que identifica compactação e paralelamente o pesquisador Marco Nogueira irá apresentar resultados sobre a inoculação de bactérias na braquiária.

No dia 24, das 14h às 16h, no Auditório Principal, está previsto o painel sobre Atualidades no Manejo Integrado de Pragas que será moderado pelo chefe-geral da Embrapa Soja Alexandre Nepomuceno. Ministram palestras os pesquisadores Adeney de Freitas Bueno, Rafael Major Pitta e Samuel Roggia, abordando respectivamente o Controle Biológico de Pragas, o Manejo Regional da Resistência de Pragas e Táticas de Controle e Tecnologia de Aplicação.

Afere

Na ilha de Aplicativos, será demonstrado o software Afere - Avaliação da Fertilidade do Solo e Recomendação da Adubação, que é uma plataforma on-line que planeja o manejo de adubação das áreas agrícolas ajustado com as necessidades de reposição de nutrientes e considerando o histórico de produção da área avaliada e o balanço de entradas e saídas de nutrientes. De acordo com o pesquisador Adilson de Oliveira Jr., da Embrapa Soja, esse primeiro módulo da plataforma AFERE irá realizar o cálculo do balanço da adubação e gerar relatórios de reposição dos nutrientes em sistemas de produção de soja.

“Estamos disponibilizando um sistema gratuito com funcionalidades que possibilitam armazenar os dados do usuário, gerar históricos de adubação, de produtividade e dos balanços nutricionais ao longo do tempo”, destaca. “Nossa proposta com essa ferramenta é incrementar os processos de recomendação de adubação, mapeando constantemente as áreas produtivas para evitar balanços nutricionais negativos que reduzem a produtividade, além de maximizar o uso dos nutrientes disponíveis no solo para minimizar os custos de produção”, acrescenta Oliveira Jr.

O segundo módulo da plataforma AFERE possibilitará a interpretação da análise foliar da soja a partir de novos padrões nutricionais. O módulo 3 irá indicar a necessidade de correção da acidez e a recomendação de adubação, por meio da interpretação do cadastro dos resultados das análises de solo, integrando as informações de balanço, diagnose nutricional e sistemas de produção nas recomendações.

Fast-K

Na Ilha de Tecnologias, Régua e Sensores estará disponível a metodologia Fast-K, teste que avalia, na lavoura de soja, a concentração de potássio (K), macronutriente fundamental para o desenvolvimento das plantas. A proposta do Fast-K é melhorar o manejo nutricional da soja, a partir de teste foliar no campo. A avaliação permite corrigir possíveis deficiências nutricionais com agilidade, pois substitui as atuais análises laboratoriais convencionais mais demoradas. Porém, as análises laboratoriais continuam sendo importantes para a avaliação dos demais nutrientes. “Com esse método, a assistência técnica ganha tempo para tomar as decisões mais acertadas em relação à correção da deficiência de potássio ainda na safra em curso, uma vez que o potássio tem influência direta na produtividade”, detalha o pesquisador da Embrapa Adilson de Oliveira Júnior.

A primeira etapa do método Fast-K envolve a coleta de cinco a dez folhas de soja. Após a coleta, as folhas precisam ser pesadas em balança portátil e maceradas junto com uma pequena quantidade de água para se obter uma massa fresca que será passada por um filtro de papel. A solução líquida obtida será inserida em um equipamento capaz de fazer a leitura e determinar a concentração de potássio em amostras líquidas. O Fast-K pode indicar três estados nutricionais das plantas: 1) deficiência, 2) “fome oculta” (perda de produtiva sem expressar o sintoma de deficiência) e 3) níveis adequados. “A partir do diagnóstico obtido é possível definir as estratégias de manejo nutricional da lavoura, ainda na safra corrente”, afirma Oliveira Jr. O detalhamento da metodologia pode ser acessado no hotsite. 

Inoculação multifuncional

Na Ilha de Tecnologias Produtos Biológicos a Embrapa Soja irá demonstrar a tecnologia que associa microrganismos com propriedades multifuncionais (Azospirillum brasilense e Pseudomonas fluorescens) com potencial para aumentar em 22% a produção das pastagens com braquiárias, além de ampliar a absorção de nutrientes pelas plantas. De acordo com os pesquisadores Mariangela Hungria e Marco Antonio Nogueira, da Embrapa, além de incrementar a produção de biomassa das forragens, a inoculação com microrganismos incrementa a absorção de nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K). 

O desenvolvimento desse inoculante multifuncional já está disponível para os produtores, por intermédio de uma parceria público-privada entre a Embrapa e a empresa Total Biotecnologia/Biotrop, via o pacote tecnológico denominado Pasto Max. O pacote é composto de um kit com três produtos: Pasto Max PK (Pseudomonas fluorescens); Pasto Max N (Azospirillum brasilense) e Pasto Max Protege (aditivo protetor, visando a proteção das bactérias contra dessecação e raios solares). 

No caso da bactéria Azospirillum, considerando o fornecimento adequado de fertilizantes e a inoculação via sementes e nas folhas, os ensaios mostraram aumento no volume das raízes, o que melhorou, em média, em 13% a concentração de nitrogênio na biomassa e em 10,4% a absorção de potássio. Por outro lado, a inoculação com Pseudomonas favoreceu um conjunto de processos bioquímicos que inclui a solubilização de fosfatos, a síntese de fitormônios e a absorção de nutrientes. Nesse caso, a inoculação impactou no aproveitamento de potássio (K), em 11,2%, e de fósforo (P), em 30,2% “Estes benefícios são constatados tanto pela inoculação via sementes, quanto via foliar. Vale destacar que o desenvolvimento da tecnologia procurou viabilizar o sinergismo entre os microrganismos e a inoculação foliar. Portanto, é uma conquista para atender a uma demanda dos produtores que precisam melhorar as pastagens já estabelecidas”, comemora Nogueira.

Confira a programação na íntegra clicando em https://sistemafamato.org.br/famatoembrapashow/

Revista Cultivar

 

Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura

Grupo Cultivar de Publicações LTDA

 

Rua Sete de Setembro, 160

Centro, Pelotas | CEP 96015-300

+55 53 3028.2000 | 3028.2070

contato@grupocultivar.com