Encontro Nacional das Cooperativas Agropecuárias promove debate sobre mercado e tendências do setor

A 10ª edição do evento foi realizada na Expo Dom Pedro, em Campinas (SP)

21.06.2024 | 14:06 (UTC -3)
Lilian Munhoz, edição Revista Cultivar
Foto: divulgação
Foto: divulgação

Pelo menos mil lideranças participaram da 10ª edição do Encontro Nacional das Cooperativas Agropecuárias (Enca), que ocorreu nesta semana, em Campinas, São Paulo (SP). Foram 400 cooperativas do agronegócio representadas, que juntas atingiram a marca de R$ 400 bilhões em faturamento em 2024. O principal objetivo do encontro foi destacar o mercado e as tendências do cooperativismo, setor que se sobressai na economia, conservação ambiental e segurança alimentar nacional e global. 

Durante dois dias de evento, especialistas de diversos segmentos debateram, de forma plural, temas singulares que refletem diretamente no agronegócio brasileiro, como as mudanças climáticas, incluindo a tragédia no Rio Grande do Sul, e o atual cenário econômico nacional. Além de gestão de relacionamento com os cooperados, planejamento financeiro e gestão de riscos, intercooperação e verticalização. 

Luciana Martins, diretora do Grupo Conecta, grupo organizador do evento, especialista em cooperativismo e Conselheira Executiva de Multinacionais, destacou que o Enca tem, há uma década, a missão de levar ao cooperado uma segunda opinião sobre os fatos que acontecem no Brasil e no mundo. “Esses temas e as personalidades são de muita relevância no cooperativismo. O agro tem somado cifras importantes, mas o cooperativismo tem multiplicado resultados. Isso traduz o sucesso do Enca”, afirmou.

Debates sobre a reforma tributária

A reforma tributária segue no radar das cooperativas agropecuárias do Brasil. Durante a abertura do evento, o presidente da Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo (Ocesp), Edivaldo Del Grande, afirmou que “o momento é crítico” para o setor agropecuário.  

“O texto está muito ruim para as nossas cooperativas. Temos que nos mobilizar novamente. A sede arrecadatória do governo faz com que não enxergue as cooperativas como instrumentos para diminuir as desigualdades sociais”, salientou. 

Além dessa questão, as cooperativas estão atentas à divulgação do Plano Safra, que entra em vigor no próximo mês. O desembolso do crédito rural atingiu R$373,4 bilhões em onze meses, alta de 13% em relação a igual período da safra passada. “O mercado trabalha com um volume maior e tem uma expectativa de uma taxa de juros menor. É algo que o governo federal está trabalhando e vai divulgar nos próximos dias”, destacou Paulo Sergio, superintendente de Agro da Caixa Econômica Federal.

Edição comemorativa

Com mais de 20 horas de programação, com painéis, palestras e espaços para networking, a edição comemorativa de 10 anos superou os resultados estimados pelos organizadores. “Foi um encontro marcado pela troca de conhecimento e debates aprofundados sobre temas relevantes. Foram muitas novidades, inclusive a mudança de local para a Expo Dom Pedro, em Campinas. Além de inovações trazidas pelos nossos patrocinadores e muito networking. Já estamos preparando o Encoffee e o Top Farmers, e o ENMCoop”, adiantou Danilo Bonfim, Diretor do Grupo Conecta.

Compartilhar

LS Tractor Fevereiro