Corteva anuncia nematicida Reklemel nos EUA

Molécula chama-se fluazaindolizine; produto comercial mencionado pela empresa tem o nome Salibro

13.09.2023 | 11:01 (UTC -3)
Cultivar, com informações de Larissa Capriotti

A Corteva Agriscience informou sobre o lançamento do nematicida Reklemel (fluazaindolizine), nos Estados Unidos. Conforme comunicado da empresa, o produto "ajuda a proteger uma ampla variedade de alimentos e culturas em fileiras dos danos dos nematoides parasitas de plantas, sem perturbar o equilíbrio saudável dos organismos benéficos no solo".

"Reklemel active" é a marca comercial atribuída pela Corteva à molécula fluazaindolizine, CAS 1254304-22-7, no momento classificada pelo Irac no grupo dos compostos com modo de ação desconhecido (N-UN). Há pedido de registro em trâmite no Ministério da Agricultura do Brasil (desde 2020). No INPI, há registro da marca Reklemel (2019).

O produto comercial chama-se Salibro. Sua venda deve iniciar a partir do final deste ano nos Estados Unidos, Índia e México. No Canadá e na Austrália, ela já acontece. A Corteva informa que registros adicionais estão planejados globalmente, inclusive na União Europeia, sujeitos a aprovações regulatórias.

"Reklemel demonstra como a Corteva implementa a inovação para ajudar os agricultores a enfrentar desafios críticos para alimentar o mundo", disse Robert King, vice-presidente executivo da Corteva.

Conforme informações da empresa, Reklemel recebeu designação de risco reduzido da Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA) devido "à capacidade do produto de atingir seletivamente nematoides parasitas de plantas, suas taxas de uso mais baixas do que os nematicidas mais antigos e seu perfil ambiental e toxicológico altamente favorável em comparação com alternativas".

Em publicação especializada, cientistas da Corteva informam que a fluazaindolizina foi extensivamente testada em laboratório, estufa, microparcelas e ensaios de campo na América do Norte, América Latina, Europa e na região Ásia-Pacífico. Nesses ensaios, a fluazaindolizina provou ser "extremamente eficaz contra uma ampla gama de espécies de nematoides" como Meloidogyne spp., Rotylenchulus reniformis, Xiphinema spp., Helicotylenchus spp. e Pratylenchus spp.

Mais informações podem ser obtidas no link abaixo:

Compartilhar

Mosaic Fevereiro Marco 2024