Produtores rurais constroem estrada em Novo Paraná, em Luís Eduardo Magalhães (BA)

Rodovia BA-462 conecta regiões produtoras e é essencial para o escoamento da produção de algodão, grãos e outros produtos agrícolas

05.07.2024 | 15:11 (UTC -3)
Hebert Regis
Foto: divulgação
Foto: divulgação

Os agricultores do Oeste da Bahia, por meio da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), estão avançando com a requalificação e pavimentação de 58,4 km da BA-462, conhecida como Linha Alto Horizonte, localizada no povoado de Novo Paraná, município de Luís Eduardo Magalhães (BA). Esta rodovia de terra é uma via importante que conecta regiões produtoras do Oeste às BR-020 e BR-242, próximo à cidade de Taguatinga, na divisa com Tocantins.

Segundo o presidente da Abapa, Luiz Carlos Bergamaschi, a melhoria da BA-462 é essencial para o escoamento da produção de algodão, grãos e outros produtos agrícolas. "Além de beneficiar diretamente o Oeste, esta estrada será utilizada para o transporte de calcário do Tocantins para a Bahia. A união dos produtores, dos fundos de apoio, do governo da Bahia e das prefeituras tem promovido a conectividade regional, facilitando o transporte da produção e melhorando a vida das pessoas", explica Bergamaschi.

O projeto de requalificação, que inclui a reconstrução e asfaltamento dos 58,4 km, está atualmente na fase de terraplenagem, um processo essencial para preparar o terreno e garantir a estabilidade da futura via. A etapa seguinte será a pavimentação, que proporcionará segurança e conforto para os usuários, além de uma melhor integração entre as regiões. A pavimentação trará diversos benefícios, como a redução dos custos de transporte, a otimização do tempo de viagem e a melhoria da qualidade dos produtos transportados. Esses fatores contribuirão para a segurança das cargas e dos motoristas e, consequentemente, para o desenvolvimento regional.

Paulo Lopes, coordenador de terraplenagem e pavimentação da Patrulha Mecanizada, destaca que o planejamento está seguindo o cronograma proposto, com as equipes trabalhando diariamente. “Estamos conseguindo um bom andamento das obras, tivemos algumas dificuldades iniciais, o que é normal diante das distâncias e da má qualidade da estrada. Mas estamos otimistas e sabemos que depois de pronta esta estrada poderá abrir novas oportunidades de mercado e contribuir para o desenvolvimento econômico sustentável da região agrícola."

 Desde 2013, o projeto Patrulha Mecanizada recupera estradas vicinais e, desde 2018, asfalta novos trechos, beneficiando não apenas o escoamento da produção dos cotonicultores e outros produtores rurais, mas também a qualidade de vida dos trabalhadores e moradores da região. Até o momento, mais de 230 km de rodovias foram asfaltadas e 6 mil km de estradas receberam manutenção. A iniciativa é financiada pelo Instituto Brasileiro do Algodão (IBA) e executada pela Abapa, com a parceria dos produtores rurais do Oeste, da Aiba, do Programa para o Desenvolvimento da Agropecuária (Prodeagro), do Fundo para o Desenvolvimento do Agronegócio do Algodão (Fundeagro) e das prefeituras municipais.

Compartilhar

LS Tractor Fevereiro