Embrapa anuncia quatro lançamentos para o Show Rural 2024

Entre as inovações, estão as cultivares de soja BRS 1064IPRO e BRS 1056IPRO, uma cultivar de feijão (BRS FS 313), e o Combio: bioproduto com ação na fixação de nitrogênio

29.01.2024 | 14:14 (UTC -3)
Lebna Landgraf, edição Revista Cultivar
Foto: divulgação
Foto: divulgação

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) participará da 36ª edição Show Rural, a ser realizada de 05 a 09 de fevereiro, em Cascavel (PR), pela cooperativa Coopavel, com inovações tecnológicas e o lançamento de duas cultivares de soja (BRS 1064IPRO e BRS 1056IPRO), uma cultivar de feijão (BRS FS 313) e o Combio: bioproduto com ação na fixação de nitrogênio e promoção de crescimento de plantas.

A Embrapa participará da feira, por meio de 11 unidades de pesquisa: Embrapa Agrobiologia, Embrapa Algodão, Embrapa Arroz e Feijão, Embrapa Clima Temperado, Embrapa Gado de Corte, Embrapa Gado de Leite, Embrapa Hortaliças, Embrapa Mandioca e Fruticultura, Embrapa Milho e Sorgo, Embrapa Soja e Embrapa Suínos e Aves. As novidades e as tecnologias de produção serão demonstradas em três espaços: Casa da Embrapa, Vitrine de Tecnologias e Vitrine Tecnológica de Agroecologia "Vilson Nilson Redel" (Vital). Além disso, a Embrapa irá participar de iniciativas conduzidas no Show Rural Digital.

Lançamentos

Soja BRS 1064IPRO 

A Embrapa, em parceria com a Fundação Meridional, irá lançar a cultivar BRS 1064IPRO, que possui excelente desempenho produtivo, com alta estabilidade e boa adaptação. Essa cultivar apresentou ganho produtivo de 6,8% acima da média das principais cultivares padrões de mercado, de amplo cultivo na macrorregião de indicação. Indicada para os estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul, além de ser recomendada para o centro-norte de Mato Grosso do Sul e sudoeste de Goiás (REC 301). 

A novidade tem ciclo semi-precoce (grupo de maturação 6.4). A BRS 1064IPRO apresenta ampla janela de semeadura e de adaptação e resistência ao acamamento e às principais doenças da soja, principalmente à podridão radicular de Phytophthora e aos nematoides de galha e de cisto (raça 3).

Soja BRS 1056IPRO 

Outro lançamento da Embrapa, em parceria com a Fundação Meridional, será a cultivar BRS 1056IPRO que tem como ponto forte a excelente performance produtiva. Esse lançamento traz ainda características como estabilidade de produção, resistência ao acamamento, tipo de crescimento indeterminado e ciclo precoce (grupo de maturação relativa 5.6). 

Tem agradado o fato dessa cultivar possibilitar o plantio antecipado, o que permite a sua inserção no sistema de rotação e/ou sucessão com outras culturas. Com relação à sanidade, a cultivar apresenta resistência às principais doenças da soja. É indicada para o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná (RECs 102 e 103) e São Paulo (REC 103). 

Feijão BRS FS 313

Com potencial produtivo de 3.200 kg/ha, a BRS FS313 apresenta resistência à antracnose e podridões radiculares e moderada resistência à murcha de fusário e ferrugem. Com ciclo semiprecoce (75 a 84 dias), a nova cultivar tem arquitetura de plantas semiereta e resistência intermediária ao acamamento, sendo adaptada à colheita mecânica, oferecendo ainda possibilidade de inserção em sistemas agroecológicos. Os grãos especiais do tipo jalo têm como público principal pequenos produtores, com modelo de negócio baseado na comercialização de cadeia curta. 

No entanto, devido ao tamanho dos grãos, a BRS FS313 tem sido observada como oportunidade para expansão do mercado nacional e internacional. O desempenho da nova cultivar a recomenda para os Estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Rio Grande do Sul, na época das águas; para Goiás, Mato Grosso, Tocantins, Rio de Janeiro, Espírito Santo e o Distrito Federal, nas épocas das águas, da seca e de inverno; e para Bahia e Maranhão, nas épocas das águas e de inverno.

Bioinsumo Combio 

Resultado de uma parceria da Embrapa com a empresa privada Innova Agrotecnologia, o Combio é um bioinsumo promotor de crescimento e com efeitos aditivos na cultura da soja. Trata-se de uma combinação de três estirpes bacterianas que atuam na fixação biológica de nitrogênio e na promoção de crescimento de plantas. 

O Combio é uma formulação com as estirpes bacterianas BR 29 (Bradyrhizobium elkanii), BR 10788 (Bacillus subtilis) e BR 10141 (Paraburkholderia nodosa). O diferencial deste inoculante é que alia os benefícios do tradicional inoculante de Bradyrhizobium com bactérias que desempenham vários mecanismos estimuladores e protetores de plântulas, proporcionando maior qualidade e uniformidade.

Casa da Embrapa

Neste espaço, a Embrapa apresentará o Combio, além de dois aplicativos (Restaura Mata Atlântica e Guia InNat - Guia para o reconhecimento de inimigos naturais de pragas agrícolas). Pesquisas para aumentar a participação de insumos biológicos no controle de insetos-praga, doenças e na promoção do crescimento de plantas, com a fixação biológica do nitrogênio também são destaques da Embrapa.

Também haverá a apresentação sobre a atualização do Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC) para a cultura da soja que, em 2023, passou a adotar seis classes de água disponível. Outro destaque são as amostras que compõe o Banco Ativo de Germoplasma, coleção com cerca de 65 mil tipos de soja. 

Compartilhar

Mosaic Fevereiro Marco 2024