Cooxupé lança protocolo próprio de sustentabilidade

Cooperativa mineira de café apresenta Protocolo Gerações, atenta ao compromisso com as exigências globais do mercado e de consumidores

28.05.2023 | 15:03 (UTC -3)
Cultivar, com informações Cooxupé

A Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé) apresentou ao mercado e aos consumidores de café o seu protocolo próprio de sustentabilidade, denominado "Gerações". Em 2022, a cooperativa exportou 5,6 milhões de sacas de café verde tipo arábica para 50 países.

A adoção de práticas sustentáveis e a agenda ESG (Environmental, Social, and Governance, na sigla em inglês) são realidade na cooperativa, conforme informações distribuídas à imprensa. Essas medidas têm como objetivo garantir um futuro melhor para os mais de 18 mil cooperados e fortalecer o reconhecimento da qualidade e origem do café produzido frente às demandas do mercado e dos consumidores. Esse trabalho resultou na criação do Protocolo Gerações, que estabelece diretrizes e níveis para que a cooperativa e seus cooperados estejam integrados a essa nova realidade.

O protocolo define que a longevidade e a qualidade do café estão ligadas a um sistema de produção economicamente sustentável, em harmonia com o meio ambiente, produtores, suas famílias e funcionários. A Cooxupé e seus cooperados têm adotado as melhores práticas para garantir resiliência e melhorar as condições de trabalho nas propriedades.

O presidente da Cooxupé, Carlos Augusto Rodrigues de Melo, destaca que a maioria dos cooperados representa a agricultura familiar, o que torna o desafio de integrar todos ao programa inclusivo ainda maior. O objetivo é beneficiar esses produtores, aumentando sua competitividade no mercado e produzindo um café que atenda às exigências do consumidor do futuro.

O Protocolo Gerações contempla as diferentes realidades e variações de cada produtor, levando em consideração fatores como tamanho de produção e recursos disponíveis. A fim de garantir transparência nos processos, o protocolo apresenta quatro níveis de sustentabilidade diferentes.

"Todos esses níveis englobam um conjunto de requisitos. Dessa forma, os cooperados são incentivados a cumprir com os compromissos mínimos de sustentabilidade no Nível 1, avançando para os níveis subsequentes à medida que aumentam seu engajamento", explica o presidente.

O Protocolo Gerações foi desenvolvido em parceria com a SCS Global Service, uma organização com 40 anos de experiência em certificação ambiental, sustentabilidade e qualidade de alimentos. Luiz Fernando dos Reis, superintendente comercial da Cooxupé, ressalta que os produtores estão conscientes e têm recebido muito bem o modelo do protocolo. Ele destaca a inclusividade, transparência e representatividade do programa, uma vez que o cooperativismo está em sua essência. No entanto, para alcançar os demais pilares da sustentabilidade, será necessário o envolvimento de todos os elos da cadeia. Nesse sentido, a Cooxupé se mostra otimista quanto à colaboração de parceiros e demais agentes do setor.

Compartilhar

Mosaic Fevereiro Marco 2024