Castrolanda apresenta faturamento de R$ 6,7 bilhões em 2023

Em termos de crescimento, a cooperativa viu um aumento no número de cooperados ativos, passando de 1.197 em 2022 para 1.258 em 2023

04.03.2024 | 08:31 (UTC -3)
Revista Cultivar, com informações Castrolanda

A Cooperativa Castrolanda, localizada em Castro, Paraná, apresentou seu balanço financeiro de 2023 na 73ª Assembleia-Geral Ordinária. O faturamento bruto alcançou R$ 6,7 bilhões, com uma redução de 7,4% em relação ao ano anterior. A cooperativa distribuirá R$ 57,4 milhões de sobras aos seus cooperados. A queda no faturamento é atribuída à diminuição dos preços das commodities, insumos agrícolas e à venda da Unidade Industrial de Carnes para a Aurora Coop. Apesar dos desafios, a Castrolanda destaca-se pela solidez financeira e crescimento em áreas como a produção de leite e grãos.

O diretor-executivo Seung Lee enfatizou a resiliência da cooperativa diante das adversidades do mercado. A Castrolanda conseguiu não apenas manter-se estável financeiramente, mas também proporcionar segurança e apoio aos seus cooperados. Este aspecto é crucial para o sucesso contínuo dos negócios dos produtores associados.

Em termos de crescimento, a cooperativa viu um aumento no número de cooperados ativos, passando de 1.197 em 2022 para 1.258 em 2023, um crescimento de 5%. O apoio aos cooperados é reforçado por 2.224 colaboradores distribuídos em 28 unidades nos estados do Paraná e São Paulo.

A produtividade também mostrou números positivos, com recordes na produção de leite e grãos. A cadeia leiteira produziu 504 milhões de litros de leite, um aumento de 6,7% em relação ao ano anterior. A produção de grãos alcançou 708 mil toneladas, 2,9% a mais que em 2022. Além disso, a cooperativa reportou a produção de 53,3 mil toneladas de carne suína, 588,5 mil toneladas de ração, 24,3 mil toneladas de sementes industriais, 82,9 mil toneladas de batata de consumo, 11,6 mil toneladas de batata semente e 189 toneladas de carne ovina.

A venda da Unidade Industrial de Carnes, responsável pela marca Alegra, para a Aurora Coop, foi um dos fatores que impactaram o faturamento da Castrolanda. A unidade era parte da Unium, uma marca de intercooperação que inclui também as cooperativas Frísia e Capal, com a Castrolanda responsável pela operação e administração.

Compartilhar

Mosaic Biosciences Março 2024