Notícias

Câmbio acelera aumento nos custos de produção do agronegócio

13/10/2015 | Farsul

O aumento do dólar foi o principal responsável pelo reajuste nos custos de produção do agronegócio no mês de setembro. A taxa cambial impactou nos preços de fertilizantes e agroquímicos, o que gerou um aumento de 3,69%, conforme o Índice de Inflação dos Custos de Produção (IICP) divulgado pela Assessoria Econômica do Sistema Farsul. Todos produtos apresentaram crescimento, em especial Milho e Trigo.

No acumulado do ano, o reajuste chegou a 11,04%, enquanto o IPCA ficou em 7,64%. Se for considerado os últimos 12 meses, o índice atingiu 15,70% contra 9,49% do IPCA. Este cenário já havia sido previsto pela Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul. A preocupação se mantém devido ao alto valor da moeda americana neste segundo semestre onde os preços costumam serem corrigidos devido a sazonalidade dos custos.

O Índice de Inflação de Preços Recebidos (IIPR) também apresenta alta devido a influência cambial. O mês de setembro teve um resultado 4,96% superior em relação ao mês de agosto. Este é o terceiro mês consecutivo de altas expressivas. Com esse saldo, o acumulado do ano do IIPR (12,77%) está acima do IPCA Alimentos (7,56%), o que não acontecia desde dezembro de 2012. O principal responsável pelo aumento foram os suínos, com alta de 21%, os grãos tiveram em média 5% de aumento.

Revista Cultivar

 

Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura

Grupo Cultivar de Publicações LTDA

 

Rua Sete de Setembro, 160

Centro, Pelotas | CEP 96015-300

+55 53 3028.2000 | 3028.2070

contato@grupocultivar.com