Basf anuncia primeiro híbrido de arroz durante evento no Rio Grande do Sul

Lançamento ocorrerá na Abertura da Colheita do Arroz

11.02.2020 | 20:59 (UTC -3)
Roberta Silveira

As primeiras sementes híbridas de arroz da Basf vão ser lançadas no Brasil. A novidade será anunciada na 30ª edição da Abertura Oficial da Colheita do Arroz, evento realizado de 12 a 14 de fevereiro em Capão do Leão (RS).

A Basf apresenta no evento uma área experimental com o híbrido que será lançado no mercado brasileiro na safra 2020/21. A novidade terá a tecnologia Clearfield, utilizada em aproximadamente 80% das áreas de arroz do país para o controle de plantas daninhas no cultivo.

“A Basf entra no mercado de híbridos de arroz para oferecer sementes com alto potencial produtivo e com qualidade de grão adequada à demanda do mercado. Enquanto nas variedades convencionais a evolução do teto produtivo costuma oscilar entre 1% a 2% ao ano, o aumento com os híbridos pode ser de 20% a 25% em comparação com as variedades convencionais”, explica José Mauro Costa Rodrigues Guma, gerente de Sementes de Arroz e Trigo da Basf.

A empresa investe anualmente cerca de 900 milhões de euros para trazer tecnologias que atendam às necessidades dos agricultores e contribuam para o seu legado. Sementes de arroz de qualidade evitam impurezas que podem prejudicar a lavoura, entre elas plantas daninhas resistentes, como o arroz-vermelho. Se não for feito de maneira adequada, o manejo de plantas daninhas resistentes pode representar aumento de custos de produção entre 25% e 50%.

Nos próximos anos, os híbridos de arroz também vão contar com a tecnologia Provisia, para o controle de plantas daninhas de folha estreita. As sementes serão comercializadas diretamente pela Basf, por meio dos seus distribuidores. Os parceiros da Basf que já utilizam a tecnologia Clearfield também terão acesso ao Provisia, dando continuidade ao trabalho conjunto em favor da rizicultura.

O híbrido de arroz será mais uma ferramenta a ser utilizada no sistema produtivo arroz – soja. “A Basfestá comprometida com a longevidade das lavouras de arroz. Para que o cultivo seja viável e rentável é preciso rotacionar diferentes tecnologias e cultivos. Temos foco no sistema produtivo porque os agricultores precisam ter altas produtividades, com qualidade, hoje, amanhã e no futuro”, afirma Vitor Bernardes, gerente de Marketing de Arroz e Trigo da Basf.

Controle do capim-arroz

Outro destaque da Basf no evento é o herbicida Aura 200, uma ferramenta eficiente para o manejo efetivo de plantas daninhas, com ênfase no capim-arroz e de outras importantes gramíneas de difícil controle.

A Basf desenvolve soluções para todos as fases do cultivo de arroz, com sementes, biotecnologias e proteção de cultivos. A empresa é parceira de longo prazo dos agricultores. A oferta constante de inovação demonstra o comprometimento com a longevidade do cultivo, visando o aumento de produtividade do grão. 

O que: Abertura da Colheita do Arroz

Quando: 12 a 14 de fevereiro de 2020

Onde: sede da Embrapa em Capão do Leão (RS)

Site: http://www.federarroz.com.br

Compartilhar

LS Tractor Fevereiro