Revistas
 
Maquinas
 
Test Drive trator R50 da LS Tractor

Evolução da manutenção de colhedoras de cana-de-açúcar

Página 14 | 22/10/2021 | Dário Wilian Sodré e Italo Clemente Rodrigues, D2G Consultoria Empresarial

A manutenção das colhedoras de cana-de-açúcar vem evoluindo ano após ano, atingindo níveis de eficiência cada vez mais elevados e confiáveis.

 

Desde a expansão da mecanização da colheita da cana-de-açúcar, por volta dos anos 2000, quando foram introduzidas várias máquinas nas lavouras, os custos de manutenção dos produtores de cana e usinas sucroenergéticas aumentaram consideravelmente. Isso ocorreu porque as colhedoras de cana demandam um alto custo de reparo e manutenção (CRM) por conta de suas características operacionais. Estas características podem variar de uma fazenda para outra, mas elas abrangem basicamente a sistematização da área plantada, o grau de abrasividade do solo, o volume de massa processada, a velocidade de colheita, a maturidade operacional e o nível da estrutura de manutenção.

As primeiras estratégias de manutenção na ocasião foram as corretivas em larga escala, que são ainda muito utilizadas por produtores e empresas na conservação dessas máquinas. A demanda e a necessidade da redução dos custos operacionais, ou seja, “fazer mais com menos”, trouxeram ao longo desses últimos anos muitas evoluções nas colhedoras e, consequentemente, nas estratégias de manutenção aplicada.

Seja assinante e leia a matéria na íntegra

AssineLogin

Revista Cultivar

 

Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura

Grupo Cultivar de Publicações LTDA

 

Rua Sete de Setembro, 160

Centro, Pelotas | CEP 96015-300

+55 53 3028.2000 | 3028.2070

contato@grupocultivar.com