Revistas
 
Grandes Culturas
 
Plântulas em risco

Como controlar pragas em plântulas

Página 28 | 14/10/2021 | Crébio José Ávila, Embrapa Agropecuária Oeste; Izabela Carla Vessoni, Centro Universitário da Grande Dourados; Ivana Fernandes da Silva, Universidade Federal da Grande Dourados

Plantas jovens têm sido alvo de um número crescente de insetos como lagarta-do-cartucho, tamanduá-da-soja, piolho-de-cobra, lesmas e cascudos. Adotar o manejo integrado de modo racional e no momento correto, inclusive quanto ao horário de aplicação dos inseticidas, é fundamental para que se obtenha sucesso no controle.

  

Caracterizam-se como pragas de plântulas da soja os insetos e outros artrópodes que atacam a cultura logo após a sua emergência até a formação das primeiras folhas trifoliadas, podendo esse ataque afetar negativamente o estande, o vigor e a uniformidade das plantas, bem como o rendimento de grãos da cultura.

Com a expansão da cultura da soja para novas regiões agrícolas do País tem se observado um número crescente de pragas que atacam os cotilédones, as hastes, os pecíolos e as folhas de plantas jovens. O plantio da soja em áreas extensivas durante o verão no sistema plantio direto, tendo normalmente em sucessão o milho safrinha e o cultivo de uma espécie de cobertura entre o cultivo de inverno e de verão, aliado a condições climáticas favoráveis, é fator que favorece o desenvolvimento de pragas em plântulas desta cultura.

Seja assinante e leia a matéria na íntegra

AssineLogin

Revista Cultivar

 

Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura

Grupo Cultivar de Publicações LTDA

 

Rua Sete de Setembro, 160

Centro, Pelotas | CEP 96015-300

+55 53 3028.2000 | 3028.2070

contato@grupocultivar.com